É uma história bastante rica em detalhes e bastante plausível. Mas, ainda, difícil de se crer que seja real. O Poian publicou no seu blog uma notícia muito interessante, que eu gostaria de compartilhar.

Segundo a publicação do blog do Poian (23.11.2010), “[…] ocorreu em 04 de agosto de 1978, às 18h30, na embaixada do Equador em Lima, Peru, quando se apresentou um ser dizendo-se extraterrestre, de nome Banghu, pedindo, sem êxito, falar com o representante equatoriano.

No dia seguinte, chegou um requerimento secreto proveniente do Ministério de Defesa do Equador a essa embaixada para solicitar o número de tanques de guerra que desembarcariam no porto de Callao, o mais importante do Peru. Cabe recordar que se vivia um clima de confrontação entre ambos países.

Uma semana mais tarde, o ser Banghu foi recebido pelo cônsul, José Dávila Gonzáles e o adido cultural, Alberto Ávila Machuca. Como carta de apresentação, o suposto alienígena lhes entregou uma fotografia cartografada do espaço, na qual se observavam todos os tanques de guerra desembarcados, e outra com os postos da avançada fronteira em que o Exército equatoriano operava. O cônsul, ao dar-se conta desta informação sensível, imediatamente enviou o material junto com um texto de três páginas de como alcançar uma paz duradoura entre ambos países ao Ministério da Defesa

Deu seguimento a esta investigação o ufólogo equatoriano Jaime Rodríguez, que foi apresentada no programa de televisão Evidência OVNI, onde o pesquisador supôs que essas reuniões com Banghu se estenderam por mais de quatro meses e que ainda teriam sido feitas algumas predições que foram se cumprindo uma a uma. Assim se referiu Alberto Ávila Machuca, testemunha das reuniões. “Nos disse que haveria um problema com o petróleo no Equador, nos mencionou sobre uma grande mortandade no Peru devido a um terremoto (ocorreu em 16 de setembro de 1978), e que ia haver uma mudança de governo”, relembrou Machuca […]”.

Os detalhes são bem impressionantes, como, no fim da última reunião, onde o suposto extraterrestre teria mostrado um colar que tinha um cristal como peça central, onde com uma ativação, aparecia imagens como em terceira dimensão. Segundo Banghu, o colar m0strava quatro telas, onde uma era a sua nave,outra a sua nave-mãe, a sua localização e uma com a localização do edifícil da embaixada. Ainda o extraterrestre teria mostrado a sua nave e convidado os representantes do governo a irem conhecê-la, que não o fizeram por medo.

Bom, fica a notícia e, quem sabe, aguardaremos maiores detalhes sobre ela.

Fonte: http://www.ufo.com.br/noticias/caso-fantastico-envolvendo-suposta-diplomacia-extraterrestre-em-1978

Anúncios